Como Benjamin Franklin descobriu a eletricidade?

Entenda neste artigo um pouco sobre a vida de Benjamin Franklin, seu papel na ciência e a eletricidade. Como ele descobriu a energia elétrica e quais as fontes que temos hoje para a produção elétrica.

» Página Inicial

Benjamin Franklin, nascido em 17 de janeiro de 1706, na cidade de Boston, nos Estados Unidos, teve vários ofícios durante sua vida. Foi jornalista, autor, editor, funcionário público, diplomata e inventor, além de filantropo e abolicionista. Foi também um dos líderes da Revolução Americana, porém mais conhecido mundialmente por suas experiências e citações com eletricidade.

A vida de Benjamin Franklin

O inventor da eletricidade tornou-se figura bastante popular nos Estados Unidos na sua vida adulta. Começou a trabalhar desde cedo, aos doze anos de idade, como aprendiz do seu irmão James, que era responsável pela publicação do Jornal “New England Courant”., onde trabalhou em muitas tipografias de várias cidades pelo país. Quando começou a publicar o “Almanaque do Pobre Ricardo” ganhou notoriedade, de onde surgiu a sua popularidade. Destas publicações existem provérbios conhecidos até hoje, como por exemplo – “Não deixe para fazer amanhã o que pode fazer hoje”.

Cada vez mais Franklin passou a se interessar por assuntos públicos e políticos. Antes de se tornar um homem das ciências fundou a Universidade da Pensilvânia e a Sociedade Filosófica Americana.

Benjamin Franklin na ciência e a eletricidade

Iniciando sua pesquisa sobre estática, Benjamin Franklin deu início a vários experimentos científicos para que comprovasse suas teorias sobre eletricidade. Após vender bens e negócios dispôs de mais tempo e recursos para suas pesquisas, o que lhe rendeu uma  reputação internacional. Seu estudo mais famoso depois do descobrimento da energia foi quando descobriu as cargas positivas e negativas em raios e como estes fenômenos tinham sua origem elétrica.

Como Benjamin Franklin descobriu a energia elétrica

Foi em 1º de outubro de 1752, empinando uma pipa em meio a uma tempestade de raios, que Benjamin Franklin resolveu fazer seu experimento. A pipa era comum, feita de seda presa em uma linha que possuía uma chave de metal amarrada em sua extremidade final. Todos os seus documentos e escritos citam os perigos da experiência e sua consciência dos riscos, o que leva a crer que Benjamin Franklin não o fizera exatamente como descreveu, pois teria sido fatal para o inventor.

De fato Benjamin Franklin foi uma personalidade notória e de grandes contribuições para o avanço da Nação Americana, entre suas outras invenções estão o para-raios, o aquecedor, as lentes bifocais e os bombeiros norte-americanos.

Após passar alguns anos na França, Franklin retornara aos Estados Unidos onde teve importância militar no Tratado de Paris e lugar merecido na independência americana, superado apenas por George Washington. E até hoje Benjamin Franklin ilustra a mais valiosa moeda internacional, e de mais alto valor americano, a nota de 100 dólares.

Benjamin Franklin: invenções

Benjamin Franklin foi um inventor e cientista prolífico que foi responsável pelas seguintes invenções:

Franklin também descobriu a Corrente do Golfo após sua viagem de volta pelo Oceano Atlântico a partir de Londres em 1775. Ele começou a especular sobre por que a viagem para o oeste sempre demorava mais e suas medições da temperatura do oceano levaram à descoberta da existência da Corrente do Golfo. Esse conhecimento serviu para reduzir em duas semanas o tempo de navegação anterior da Europa para a América do Norte.

Franklin até inventou um novo “esquema” para o alfabeto que propunha eliminar as letras C, J, Q, W, X e Y como redundantes.

A auto-educação de Franklin lhe rendeu graus honorários de Harvard, Yale, da Universidade de Oxford da Inglaterra e da Universidade de St. Andrews, na Escócia, na Escócia. Em 1749, Franklin escreveu um panfleto sobre a educação da juventude na Pensilvânia, que resultou no estabelecimento da Academia da Filadélfia, hoje Universidade da Pensilvânia.

Benjamin Franklin foi presidente?

Benjamin Franklin nunca foi eleito presidente dos Estados Unidos. No entanto, ele desempenhou um papel importante como um dos sete fundadores, ajudando a redigir a Declaração de Independência e a Constituição dos EUA.Ele também desempenhou diversos cargos no governo: foi eleito para a Assembléia da Pensilvânia e nomeado como primeiro general dos correios das colônias e também diplomata da França. Ele era um verdadeiro polímata e empreendedor, o que sem dúvida é por que ele é frequentemente chamado de “Primeiro Americano”.

Fontes: fonte 1fonte 2fonte 3

Fontes produtoras de energia elétrica

A energia elétrica pode ser produzido de várias formas e por isso consideramos que ela tem muitas fontes que aproveitar alguns movimentos naturais da natureza e outros estimulados para transformar algum tipo de força já existente em energia elétrica que pode ser aproveitado em residências, indústrias e outros fins.

Veja abaixo alguns exemplos de fontes produtoras de energia elétrica, inclusive muitas delas que são usadas aqui no Brasil.

Hidrelétricas

Usina hidrelétrica. A principal fonte de energia no Brasil vem das usinas hidrelétricas

A geração de energia elétrica a partir de usinas hidrelétricas ocorre pelo aproveitamento da força da água em cursos de rios em várias partes do Brasil e do mundo. Nesses locais a água represada formando um enorme corpo de água, esta água será usada nas barragens para movimentar as enormes turbinas que são responsáveis por gerar os movimentos necessários para a transformação de toda essa força em energia elétrica e que são distribuídas através de uma enorme rede de distribuição por várias partes do país.

Termelétricas

usina termelétrica

A queima de combustíveis fósseis é outra fonte de produção de energia elétrica muito comum em outros países onde o carvão mineral é um dos principais elementos e matéria prima que são queimadas em usinas termelétricas para produzir calor e a partir daí transformar em energia elétrica.

Nuclear

usina nuclear

A Energia Nuclear se produz através de uma reação chamada fissão. Vale citar que a fissão é para a física nuclear a divisão de um núcleo de átomo pesado em dois ou diversos fragmentos, que é determinada por um bombardeamento de neutrões, e que libera uma grande quantidade de energia, além de diversos neutrões.

Solar

Placas para captação de energia solar - Alternativa energética de fonte renovável

A mais nova sensação na produção de energia elétrica e a energia solar, que aproveita o calor provocado pelo sol para transformar em energia elétrica. Esse calor é captado através de painéis solares que aquecem com os raios do sol e transformam esse calor em energia elétrica. Existem usinas solares, mas também a energia solar pode ser produzida em casa, como muitos têm feito no Brasil através do sistema de geração de energia chamado de fotovoltaico.

Eólica

Usina eólica uma das fontes de energia renovável por usar o vento

A energia eólica é produzida aproveitando A força dos ventos. Para isso são instaladas as chamadas turbinas eólicas que são enormes estruturas que mais lembram um moinho de vento, com enormes pás que são movimentadas pela força do vento e esse movimento contínuo é transformado em energia elétrica. No Brasil já existem diversos parques eólicos situados em locais estratégicos com grande disponibilidade de ventos.

Dentre outras fontes menos comuns.

Por Redação e Aline Priscila da Silva Muniz Nóbrega


 
Veja também: