Numeral ordinal e cardinal da língua portuguesa

Muito usado, porém, as vezes não identificado, os numerais são de grande valor para a língua portuguesa e basicamente eles podem ser classificados de forma primária em numeral ordinal e cardinal. Veja o artigo completo.

» Página Inicial

Na língua portuguesa, o numeral é o termo que atribui aos seres terminações numéricas, ou seja, o numeral é aquilo que atribui uma quantidade aos seres ou os estabelece em uma determinada ordem.

Os numerais são classificados em algumas categorias, sendo elas:

Cada uma destas classificações representa uma ordem numeral. Ficou confuso (a)? Calma. Neste artigo, nós iremos abordar os numerais ordinais e cardinais, os mais utilizados na língua portuguesa.

numeral ordinal e cardinal

Número ordinal

Conhecido como numeral ordinal ou somente ordinal, esta classificação é uma espécie de ordem (como o próprio nome sugere) de um conjunto bem-ordenado.

Os números ordinais podem ser usualmente identificados com adjacentes hereditariamente transitivos. O numeral ordinal é uma expansão dos numerais naturais, diferentes dos números cardinais e inteiros.

Resumindo, quando o numeral representa uma ordem onde o ser ocupa em uma série, ele é dominado numeral ordinal. Veja os exemplos abaixo:

Os numerais ordinais podem variam, de acordo com o gênero da situação. Por exemplo:

E também podem ser usados no plural:

Veja a seguir algumas frases onde os numerais ordinais foram empregados:

Número cardinal

Já os numerais cardinais são mais simples e de fácil entendimento. Sabe a contagem básica que realizamos em nosso cotidiano? Isso é o numeral cardinal. Ou seja, é a indicação de uma contagem, quantidade e medida.

Por exemplo: Um, dois, três, quatro e cinco.

Os números cardinais têm como característica a sua contagem infinita. Isso significa que eles não têm fim, e por mais que uma pessoa tente contá-los até o fim, não haverá um último número.

Os numerais cardinais, assim como os ordinais também podem sofrer uma variação de gênero, dependendo da situação. Vale lembrar que no caso dos numerais cardinais, nem todos (aliás, a minoria) podem ser alterados, no singular, pois não há uma variação de gênero para eles. Veja abaixo.

Veja a seguir alguns exemplos:

Além disso, os numerais cardinais também possuem a variação no plural. Neste caso, boa parte destes números possuem variações. Veja alguns exemplos de numerais cardinais no plural:

Para obter um melhor entendimento, vamos empregar alguns numerais cardinais em frases do cotidiano. Observe:

Conclusão:

Como você pode ver, a língua portuguesa abrange uma série de classificações numéricas. Aqueles que são um pouco mais leigos no assunto ou simplesmente não se interessam por matemática e língua portuguesa verão que não há dificuldade na compreensão destas classificações numéricas.

Apesar das tantas categorias, elas servem justamente para facilitar a nossa vida e compreensão. Os números são essenciais em nossa vida e rotina diária, e os usamos em todas as situações (até mesmo sem perceber). Através dos exemplos citados ao longo do texto, você certamente notou a naturalidade com a qual eles foram empregados e que nós mesmos empregamos.

Se você gostou desta introdução sobre numeral ordinal e cardinal e deseja aprender muito mais sobre outros números e classificações da língua portuguesa, não deixe de nos acompanhar!


 
Veja também: