5 dicas para professores no uso da tecnologia na educação

Será que a atual geração de professores sabem lidar com a tecnologia e usá-la de forma adequada em sala de aula para tirar proveito dela e estimular os alunos no aprendizado de outras disciplinas? Veja alguns conselhos práticos sobre o assunto.

» Página Inicial

Certo dia ouvi a afirmação de que se um médico do século 19 entrasse em um hospital atualmente, ele não conseguiria trabalhar, mas se um professor do século 19 entrasse em uma sala de aula hoje ele daria aula. A afirmação é uma crítica ao sistema educacional brasileiro, que não tem acompanhado as evoluções tecnológicas e muitas salas de aula de hoje são muita parecidas com as que tínhamos a um século atrás.

Mas, o que é preciso mudar? Como um professor atual poderá alinhar-se à tecnologia para benefício da educação?

Professor tecnologia

Compreender os alunos

Hoje praticamente todos os alunos tem acesso a internet, usa celular e conhece muito bem a linguagem tecnológica. Mas, o que eles entendem disso afinal? Ter um celular em mãos e acessar a internet não diz exatamente qual é a compreensão que este aluno tem, nem se isto é uma coisa boa ou ruim.

É preciso levar em conta que muitos desses estão limitados a jogos e comunicação por rede social, o que é muito pouco em termos de potencial a ser explorado, bem como em termos de um conhecimento mais sólido de tecnologia.

Compreender a tecnologia

O que é a tecnologia? O professor precisa responder satisfatoriamente a esta pergunta. Ou melhor, de que tecnologia estamos falando? A tecnologia está em todo o lugar, mas qual é a que interessa ao professor levando em conta o seu público alvo?

Redes sociais, jogos eletrônicos e coisas similares são apenas exemplos de algo maior e que precisa ser bem definido para que ele possa compreender como trabalhar isso com seus alunos.

Compreender os pais

Os pais têm um papel importante, afinal se o professor não entende de tecnologia e os pais também não, então fica difícil direcionar o aluno no uso adequado dos meios tecnológicos. Muitos pais compram celulares para os filhos, liberam o acesso a internet, mas eles mesmos não conseguem obter a compreensão necessária para um bom direcionamento.

As reuniões de pais, poderiam, por exemplo, serem usadas para tentar traçar um perfil tecnológico dos pais e assim entender até que ponto eles podem ajudar a escola e principalmente os professores a lidar com isso.

Definir uma estratégia

Depois da compreensão vem a ação, ou seja, é preciso ter uma estratégia clara de como o professor pretende usar a tecnologia para ajudar seus alunos. Veja algumas ideias que poderiam ser exploradas:

Usar o Google Maps para dar aulas de geografia, explorando recursos como o Street View que permitiria uma visita virtual a praticamente boa parte dos lugares públicos do mundo. Assim o professor poderia não só explicar, como mostrar lugares de importância histórica ou de interesse geográfico.

Criar um blog para promover a redação e melhoria na escrita de seus alunos.

Usar jogos online que envolvam estratégias e matemática.

Entre outros

Avaliar

Por fim é preciso avaliar, afinal, não há fórmulas. O que funciona em uma situação, pode não funcionar em outra. O professor já está habituado com avaliação e portanto esta será apenas mais uma.

De uma coisa é certa: Sem a compreensão devida, não é possível definir uma estratégia, muito menos como avaliar os resultados deste processo.


 
Veja também: