Radiação e leis da radioatividade. Transmutação natural e artificial

Perguntas e respostas sobre as leis da radiação. O que é transmutação natural e transmutação artificial? Entenda quais são os benefícios, bem como os riscos associados ao seu uso.

» Página Inicial

Radiação é a propagação de ondas eletromagnéticas ou partículas, a uma determinada velocidade, contendo cargas magnéticas, elétricas e de energia. Pode ser gerada naturalmente ou provocada pela ação humana.

O que é a radioatividade?

Radiação

A radioatividade é o fenômeno da emissão de partículas através do núcleo de átomos de elementos naturais, ou ainda a emissão de radiação por parte dos núcleos de átomos que sejam radioativos.

Quando os núcleos de átomos de um elemento natural emitem partículas ou quando núcleos de átomos radioativos emitem radiações, que esse fenômeno da se o nome de radiatividade.

Quais são as suas leis?

São elas Lei de Soddy 1911 e Lei de Soddy, Fanjans e Russel.

O que significa transmutação natural?

Transmutação natural é a transmutação espontânea por parte de núcleos de elementos químicos com número atômico alto, gerando assim novos núcleos. Estes núcleos formados através da transmutação natural podem ser tanto estáveis quanto radioativos, caso emitam radiação.

Elementos químicos que possuem alto número atômico possuem núcleos grandes e instáveis; portanto, transmutam-se em outros espontaneamente. Esses novos núcleos podem ser estáveis ou também radiativos.

O que significa transmutação artificial?

A transmutação artificial é a transmutação provocada por ação humana, também conhecida como transmutação experimental graças à sua função de gerar experiências em laboratórios que possam trazer novos resultados. A primeira transmutação artificial provocada com sucesso foi feita pelo físico Ernest Rutherford, no ano de 1919, quando se utilizando de nitrogênio e bombardeando partículas emitidas por polônio, Rutherford obteve oxigênio como resultado.

Foi Rutherford quem conseguiu pela primeira vez a transmutação artificial, também chamada de transmutação provocada ou ainda experimental. Utilizando o nitrogênio e efetuando o bombardeio com partículas, emitidas pelo polônio, obteve o oxigênio.

Quais os riscos da radioatividade?

Usina nuclear

Embora seja um elemento natural e inofensivo à saúde humana em pouca quantidade, o contato com altos níveis de radiação e grandes doses de radioatividade podem oferecer sérios riscos à saúde. Os efeitos da radioatividade no organismo podem ser variados, podendo resultar na morte rápida, em questão de dias, ou ainda apresentar a evolução futura de doenças que podem vir a causar a morte em um prazo maior, como leucemia e câncer.

Quais os seus benefícios?

Mesmo podendo representar um sério risco à saúde humana, a radioatividade também está presente no processo oposto, de preservação da saúde em diversos tratamentos médicos. Alguns dos tratamentos mais comuns que se utilizam positivamente da radioatividade são o tratamento de câncer (a radioterapia), tratamentos de tumores, e também contra problemas na tireoide. A radioatividade também é utilizada em estudos que visam detectar problemas no coração e circulação. Além disso, também está presente em avançados aparelhos utilizados para a realização de tomografias cerebrais, contribuindo assim para o avanço da medicina.

Por Redaweb e redação


 
Veja também: