Significado de conjunção: definição, conceito e exercícios

Veja o que é e qual o significado de conjunção na língua portuguesa e sua classificação em coordenativas e subordinativas. Veja ainda vários exemplos práticos e exercícios para melhor compreensão.

» Página Inicial

Conjunções são palavras que, semelhantes às palavras preposições, relacionam termos com igual valor sintático ou orações sintáticas. As conjunções podem associar duas orações com sentidos semelhantes, ou seja, orações coordenadas ou podem fazer uma relação de subordinação e também como as preposições, ligando uma oração subordinada a uma oração primária. Podemos ver melhor como as conjunções funcionam nos casos embaixo:

No caso primário, temos a conjunção "e" unindo "gentil" e "legítimo", são dois termos gramaticalmente iguais.

No segundo caso, temos duas orações coordenadas, a conjunção "mas" as une, mas, no caso de você colocar um ponto no final de cada um deles, as frases teriam sua própria importância.

No terceiro caso, "que" amarra duas orações, mas "Ele é tão amável" dá sentido a “se sacrificou”. As duas orações estão conectadas em uma relação de subordinação e o sentido delas está cheio com a presença de ambos.

Há também conjuntos de palavras que podem ser aceitas no papel de uma conjunção em uma frase. Este encontro de pelo menos duas palavras é chamado de locução conjuntiva.

Exemplo: Ainda que, por mais que, à medida que etc.

Categorias das conjunções

Significado de conjunção

As Conjunções estão caracterizadas em dois tipos: aqueles que relacionam dois termos ou orações com função similar, chamadas de conjunções coordenativas; e aqueles que conectam orações sobre uma relação de subordinação, que são chamadas conjunções subordinativas.

Cada uma dessas modalidades tem suas próprias classes de conjunções, indicada pelo que expressam na associação.

Coordenativas

Subordinativas

Exercícios

Pergunta 1

Marcos enfrentou um congestionamento e perdeu o começo da reunião.

As duas orações do período são acompanhadas pela conjunção "e", que, para esta situação, além de mostrar a possibilidade de adição, demonstra ainda a possibilidade de:

  1. A) Condição.
  2. B) restrição.
  3. C) resultado.
  4. D) infortúnio.
  5. E) correlação.

Resposta

  1. Demonstra o pensamento de expansão, a conjunção "e" exibe adicionalmente a possibilidade de consequência, uma vez que: Mark estava atrasado, por isso perdeu o começo da reunião.

Pergunta 2

No período: "Da garganta saiu um choro de adoração, que Cirino observou, embora com menos ânsia", a palavra em destaque expressa:

  1. a) explicação.
  2. b) concessão.
  3. c) comparação.
  4. d) modo.
  5. e) consequência.

Resposta

  1. A conjunção é concessiva, pois apresenta um pensamento de contradição ou de concessão.

Pergunta 3

Marque a opção que pode substituir, ordenadamente, as palavras dos períodos, sem alterar o sentido delas.

"Em (primeiro lugar), devemos cumprimentar o avô. (Igualmente), que falaremos com a vovó. (Também) o pai deve ser observado. Todos são altos e morenos. (Consequentemente), a menina também será morena e alta.”

  1. a) primeiramente, ademais, além disso, em suma
  2. b) acima de tudo, também, analogamente, finalmente
  3. c) primordialmente, similarmente, segundo, portanto
  4. d) antes de mais nada, da mesma forma, por outro lado, por conseguinte
  5. e) sem dúvida, intencionalmente, pelo contrário, com efeito. (E) quase certamente propositalmente, na realidade, na realidade.

Resposta

D.


 
Veja também: