O que são gírias e modismos na língua portuguesa: exemplos

Saiba o que são as gírias e modismos comuns na língua portuguesa e os exemplos regionais como os que são falados em São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Bahia e outras partes do país.

» Página Inicial


Todas as línguas estão em um processo de composição constante, já que recebem diversas influências o tempo inteiro, fazendo com que surjam diversas variações e incorporações. Essas palavras aos poucos vão sendo incorporadas, muitas continuam em nosso vocabulário por bastante tempo e outras entram em desuso e vão sumindo. Quando são muito expressivas, aparecem na utilização de diversas classes sociais, idades, cidades, etc.

O que é a gíria e os modismos

As gírias e modismos são palavras não convencionais para substituir outras formais da nossa língua portuguesa. Ela pode ser usada com várias intenções, como humor, fazer segredo (de um grupo próprio, para que os demais não entendam) ou criar um jargão próprio. As gírias também se originam de acordo com as particularidades e cultura de cada região.

Dessa forma, é muito difícil conseguir traduzir uma gíria para outro idioma. E ela tem como uma de suas principais características ser de uso passageiro, ou seja, ao não ser mais usada, pode passar a simplesmente não ser mais compreendida. Por esses motivos, a recomendação é de que devemos evitá-las em textos formais, pois podem comprometer a clareza e o deixar inapropriado.

Gírias e modismos

Exemplos de gírias

A seguir, veremos alguns exemplos de gírias e modismos:

Gírias regionais

Há gírias e modismos que são falados em algumas regiões, e esse fato pode ser muito bem observado no Brasil, pois é um país muito grande e costumes diferentes que variam de estado para estado. A seguir daremos exemplos de algumas gírias regionais:

Rio Grande do Sul:

Bahia

São Paulo

Minas Gerais

Ceará

Rio de Janeiro


 

Veja também



© 2018   |   Matérias Escolares: Conteúdos para ensino fundamental e médio   |   Política de Privacidade