O que é socialismo, origem e tipos marxista, utópico e cientifico

Quais as características do socialismo e no que se baseia os principais tipos encontrados, como o marxista, de mercado e outros. Será que esse modelo funcionaria no Brasil? Veja um excelente artigo sobre esse assunto.

» Página Inicial » História


O Socialismo é, sem dúvida, uma das ideologias mais estudadas e polêmicas do último século. Sua maior importância à atualidade se dá pelo papel crítico ao capitalismo, apontando suas falhas e propondo novos meios de relações sociais.

Durante a Primeira Revolução Industrial, o mundo se deparou com um grande problema que veio a tona. Com a crescente expansão das indústrias, as cidades cresciam rapidamente, sem qualquer planejamento. Ao mesmo tempo, muitos trabalhadores migraram do meio rural para as cidades, onde a produção fabril empregava a maior parte da mão-de-obra. Enquanto isso, a sociedade europeia se dividia entre dois grandes grupos: de um lado, um proletariado que nada possuía além da própria mão-de-obra; do outro, uma classe burguesa que detinha a maior parte da riqueza produzida. Essa segregação social se refletia na organização da cidade, com os trabalhadores pobres sendo deslocados para as margens da área urbana, onde predominava a miséria.

Tipos

Tipos de socialismo

Atualmente existem diversas ideologias Socialistas que de alguma forma influenciam governos capitalistas, garantindo uma maior interferência do Estado na economia, porém, são poucos os países que adotam o regime fechado. Conheça abaixo as principais ideologias socialistas:

Socialismo utópico

O Socialismo utópico começou a ser formado no século XVIII, porém alcançou maior evidência no século XIX. A terminologia “utópico” foi atribuída como uma crítica negativa à filosofia, por opositores “socialistas científicos” que afirmavam ser uma teoria ingênua, de ideias inalcançáveis.

O Socialismo Utópico acreditava em uma sociedade igualitária e em total harmonia, porém que a implantação desse sistema deveria acontecer de forma pacífica. Os principais ideais que pautavam o Socialismo utópico eram o da Revolução Francesa, de Liberdade, Igualdade e Fraternidade e esses socialistas eram vistos como uma expansão da revuloção.

Socialismo Marxista

Karl Marx é, sem dúvida, o nome mais influente das ideologias Socialistas, cujas discussões até hoje geram reflexões e duras críticas às falhas do Capitalismo. O Socialismo Marxista baseia-se no Socialismo utópico, encontrando meios de se alcançá-lo.

Para o Socialismo Marxista, a mudança para uma sociedade mais igualitária aconteceria através da luta das classes do proletariado, que tomaria posse dos meios de produção e controle de Estado através do que ele denomina “Ditadura do proletariado”. Após a instauração dessa ditadura, não haveria mais hierarquização e dominação entre classes, alcançando, assim, a etapa mais desenvolvida das relações humanas, o comunismo.

Socialismo de mercado

O Socialismo de mercado desenvolveu-se a partir da ideologia política socialista mesclada com princípios da economia de mercado. Atualmente, os países que adotam essa postura são a China, Vietnã e Laos, apesar de a China experimentar uma abertura de mercado maior ao sistema capitalista. No Socialismo de Mercado, encontra-se o controle político através de partido único, este que comanda os preços, salários, sindicatos e as questões sociais, muitas vezes através da censura e repressão.

Ao contrário de um fechamento total, no Socialismo de Mercado existe um estímulo para a instalação de multinacionais, através de cessões tributárias e mão-de-obra barata e a moeda é constantemente desvalorizada, a fim de aumentar as exportações. Sua origem se deu na China em 1970, porém atualmente, o país já demonstra algumas evoluções econômicas.

Socialismo científico

O Socialismo Científico nasceu especialmente como uma crítica ao Socialismo utópico, acusando-o de ingenuidade e impossibilidade de se alcançar a sociedade ideal proposta pelos filósofos socialistas. Seus principais nomes foram Engels e Marx, que preocuparam-se principalmente em compreender as dinâmicas capitalistas e suas contradições. Eles acreditavam que o capitalismo deveria ser superado e destruído, porém, ao contrário do Socialismo Utópico, esse processo não seria possível por meios pacíficos.

Em que se baseia o socialismo?

Ela é baseada sobretudo no princípio de igualdade, a corrente socialista emergiu como uma forma de repensar o sistema capitalista que vigorava na época. Apesar das variações no pensamento socialista, todas as versões defendem os benefícios da cooperação entre as pessoas, distanciando-se dos “males” da concorrência associada ao capitalismo, defendem uma sociedade totalmente desprovida de classes, na qual o governo controla todos os meios de produção e distribuição de bens.

Alguns países que ainda vivem nesse regime incluem: Cuba, China, Coreia do Norte e Vietnã.

Quais as características do socialismo?

As características do socialismo são:

  • Meios de produção socializados;
  • Inexistência de sociedade dividida em classes;
  • Economia planificada e controlada pelo Estado.

O socialismo visa um desenvolvimento igual para todos, sem faltar nada a ninguém e sem uso exacerbado daquilo que é provido, ocasionando numa geração constante de bens materiais, quer um exemplo magnifico do socialismo? Os índios, apesar de não terem o cunho político, eles apresentam muito essa comunhão. Contudo, o luxo e a vaidade são sentimentos não perpétuos nessa sociedade (por isso cada vez, da menos certo. Vivemos num mundo que o que tem é mais importante do que é) e pode gerar um certo conforto em partes sociais, pois eu trabalharia até para quem não tem tanta ambição.

O socialismo funcionaria no Brasil?

Não, pois no Brasil esta acostumado com o capitalismo, onde se pode faz tudo para ganhar dinheiro de modo ilícito. A maioria dominante no Brasil são os empresários e políticos do alto escalão do País.

O socialismo é com base em uma politica feita pelos operários, isso nunca daria certo no Brasil, pois esses mesmo votam em pessoas para serem seus representantes no governo, sendo assim eles jamais iriam aceitar a divisão do lucros por todos do país. Os donos do poder não querem uma renda igual para todo o povo.



 

Veja também



© 2018   |   Matérias Escolares: Conteúdos para ensino fundamental e médio   |   Política de Privacidade