O que foi a ditadura militar e Características dos Governos Militares

O que foi a ditadura militar no Brasil e quem foram os Presidentes durante este período. Veja a lista dos principais filmes que retratam os governos militares no país e outras informações sobre o assunto.

» Página Inicial » História


A ditadura militar no Brasil teve seu início no ano de 1964 e perdurou por 21 anos, tendo fim em 1985. Comandada, como o próprio nome diz, por Generais Militares, foi instaurada a partir de um Golpe Militar, contra o então Presidente do Brasil, João Goulart. Anos mais tarde, também foi divulgada a ajuda dos EUA aos Miliares Brasileiros, para esse Golpe, por acharem o governo de João Goulart, um governo voltado ao Comunismo.

Em oposição estava o Partido Comunista Brasileiro, que mesmo proibido de existir, combateu a Ditadura Militar, por meio de seus principais líderes, e inclusive criou-se uma dissidência, a Aliança Libertadora Nacional, que pregava a Luta Armada como forma de Combate à Ditadura.

O que gerou o golpe?

A crise que levou à ditadura militar começou com a renúncia do Presidente Jânio Quadros, em 1961. Seu vice João Goulart assumiu, criando um governo muito próximo de organizações ideológicas de esquerda. Esses movimentos eram crescentes na América Latina em razão de vários fatores geopolíticos. Anos antes, Cuba havia se tornado um país comunista e o mundo vivia a bipolaridade da Guerra Fria.

No dia 13 de março de 1964, Goulart fez um comício no Rio de Janeiro e defendeu reformas profundas na estrutura agrária, econômica e educacional do país. Os militares temiam um golpe comunista devido ao crescimento de organizações e guerrilhas dispostas a implantar a ditadura do proletariado no Brasil.

No dia 19 de março do mesmo ano, milhares de opositores do governo se reuniram para a Marcha da Família com Deus pela Liberdade. A tensão política aumentava dia a dia, até que em 31 de março, tropas militares saíram às ruas, dando início ao golpe.

Bandeira do Brasil

Quais eram as principais características dos governos militares?

Restrições aos direitos e garantias individuais dos cidadãos, uso da violência, fortalecimento do executivo em detrimento ao legislativo, interferências em decisões judiciais, centralização do poder nas mãos dos militares e controle de partidos políticos e sindicatos trabalhistas. A ditadura restringiu o voto, reprimiu com violência qualquer atividade que demonstrasse contrariedade ao governo militar.

Quantos presidentes teve a ditadura militar?

Ao todo, cinco. Castello Branco governou de 1964 a 1967. O general Arthur Costa e Silva assumiu em 1967 e foi presidente até 1969, quando sofreu um derrame cerebral. Os militares, então, criaram a Junta de Governativa Provisória, que governou o país por dois meses.

Emílio Garrastazu Médici assume em 30 de outubro de 1969 e governa até 1974. O penúltimo presidente foi Ernesto Geisel, que entregou o governo em 1979 a João Baptista Figueiredo. Em 1985, o Presidente Figueiredo devolveu o Brasil à democracia devido a forte pressão popular, dando fim à ditadura militar.

Resumidamente:

  • Marechal Castello Branco, de 1964 a 1967
  • Marechal Costa e Silva, de 1967 a 1969
  • General Médici, de 1969 a 1974
  • General Ernesto Geisel, de 1974 a 1979
  • General Figueiredo, de 1979 a 1985

Diversos filmes retratam a ditadura militar no Brasil, entre eles podemos destacar os seguintes:

  • Pra frente Brasil, de Roberto Farias. (1982)
  • Jango, de Silvio Tendler. (1984)
  • Cabra Marcado para Morrer, de Eduardo Coutinho. (1985)
  • O que é Isso, Companheiro, de Bruno Barreto. (1997)
  • Ação entre Amigos, de Beto Brant. (1998)
  • O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias, de Cao Hamburguer. (2006)
  • Zuzu Angel, de Sérgio Rezende. (2006)
  • O Dia que Durou 21 Anos, de Camilo Tavares. (2012)
  • Dossiê Jango, de Paulo Henrique Fontenelle. (2013)
  • Tatuagem, de Hilton Lacerda. (2013)

O que foi a censura durante este regime?

Foram Atos dos Governos Militares retirando a liberdade de expressão da imprensa, músicos, artistas, e praticamente toda a Sociedade Brasileira contrária a Ditadura Militar. Essa Censura se intensificava a cada novo ato militar, os chamados Atos Institucionais. Os grupos de teatro, programações de televisão, músicas, tudo passava por uma avaliação para que não passasse nada que envolvesse critica contra o governo. Tudo que não passasse pela censura era barrado e os responsáveis punidos violentamente. Algumas criticas eram mascaradas por artistas e músicos que com sorte conseguiam passar pela censura, muitos outros além das torturas eram banidos para outros países, só podendo voltar ao Brasil muitos anos depois, após o fim do regime militar.

Como foi o começo da ditadura militar?

Já no dia 9 de abril de 1964, os militares decretaram o Ato Institucional Número 1 (AI-1). Essa medida cassou mandatos políticos de opositores ao regime. O novo Presidente, o general Castello Branco, dissolveu partidos políticos e estabeleceu eleições indiretas para presidente.

A partir de 1968, a ditadura militar começou a perseguir e agredir opositores. Os alvos principais eram guerrilheiros comunistas, que combatiam com violência o regime e pretendiam impor outra ditadura, com um viés de extrema-esquerda.

Como terminou a ditadura militar no Brasil?

Durante o último governo de um Presidente Militar, o de João Figueiredo, houve uma forte pressão da Sociedade exigindo a volta do Estado de Direito e de Eleições Livres. Essa época ficou marcada pelo Movimento das Diretas Já, liderado por políticos, jornalistas, artistas, esportistas e contando com o apoio da maioria da sociedade. Mobilizando toda a população defendendo as eleições diretas para presidente da República.

E hoje, o que as pessoas pensam sobre isso?

Curiosamente até certo tempo o que se ouvia é que foi um período muito ruim e complicado em nosso país, mas parece que atualmente há um certo sentimento mais voltado para o militarismo. Isto aconteceu principalmente pelas crises políticas que tornaram mais forte nos governos de esquerda iniciado por Lula e depois por Dilma Rousseff. Houve muita manifestação em prol do militarismo e chegou-se a cogitar a interferência militar no país novamente. Foi uma época de muita repressão e torturas, porém as pessoas que não entendem como foi o período e não estudam para saber mais, pedindo uma intervenção novamente.



 

Veja também



© 2018   |   Matérias Escolares: Conteúdos para ensino fundamental e médio   |   Política de Privacidade