Mapa mundi ou planisfério. Quem o elaborou e quais as suas versões?

Perguntas e respostas sobre o mapa mundi ou planisfério. Quem o elaborou e quais as suas versões? Quais as possíveis representações? Veja as principais respostas.

» Página Inicial

O mapa mundi, também conhecido como planisfério, é uma representação plana e reduzida do globo terrestre. Nele, estão representados os oceanos e os continentes, podendo variar de acordo com o objeto a ser estudado pelos profissionais da área.

Quais as suas versões?

Mapa mundi

Há mais de uma versão padrão do mapa mundi. Muitas delas evoluíram junto do “descobrimento” pelo homem europeu dos continentes ao sul. Sendo assim, já houveram mapas em que apenas a Europa era desenhada pelos especialistas da época. A análise do território era feita partindo das navegações. Projeções até os dias atuais:

Quais as utilidades?

As utilidades variaram bastante ao decorrer do tempo. Nos tempos antigos, não havia métodos de visualização que não fossem na pratica humana em observar e desenhar. Sua utilidade anterior era em benefício da exploração de outras terras, conhecimento territorial próprio e de demais áreas. Atualmente, servem para, além do estudo do espaço, estudo de correntes marítimas, direções e temperaturas de massas, etc.

Veja abaixo o mapa mundi no Google Maps com opção de navegação nele:

Quem o elaborou?

O primeiro mapa mundi oficialmente conhecido foi desenhado pelo alemão Martin Waldsemulle. O alto detalhamento da a posição ao cartógrafo, possibilitado pela política mercantilista existente e a expansão marítima. Graças ao conhecimento pioneiro dos Portugueses, existem documentos cartográficos tão bem elaborados em comparação a esboços anteriores.

Quando o primeiro foi feito?

Houveram mapas chineses datados a 10000 a.C., mas seguindo as características peculiares do mapa como deveria ser elaborado por um cartunista, o primeiro foi desenhado, oficialmente, em 1507, 15 anos após a primeira visita portuguesa à America.

Quais as possíveis representações?

O conceito de representação, no caso, diz respeito às possíveis interpretações de um mapa mundi. Por exemplo, através da variação de cores no mapa e uma legenda adequada, é possível indicar modelos e estruturas políticas dominantes, climas e vegetação que predominam em uma área, variação de altitudes pelo mundo, concentração religiosa, pólos tecnológicos, lugares onde há grande desenvolvimento de atividades agrárias e pecuárias, países mais ou menos atingidos em eventos como Guerras Mundiais, situações ou posicionamentos econômicos e diversas outras propriedades a serem especificadas de acordo com a região.


 
Veja também: