Biocombustível. Exemplos, impactos ambientais e uso no Brasil

O que são os biocombustíveis e quais os exemplos, impactos ambientais e uso no Brasil. Veja as definições deste tipo de combustível que promete ser o futuro do nosso consumo.

» Página Inicial

Diante das questões ambientais e de mudanças climáticas que sofremos em todo o planeta, os biocombustíveis estão entre as mais promissoras alternativas aos combustíveis fósseis, ganhando espaço pela possibilidade que oferecem na geração de energia sustentável.

A sustentabilidade dos biocombustíveis se dá principalmente pelo fato de eles serem utilizados como uma fonte renovável através da queima da biomassa a partir de produtos agrícolas, como cana-de-açúcar, mamona, soja, canola, babaçu, mandioca, milho, beterraba ou algas. Além de ser menos poluente, os biocombustíveis significam a possibilidade de reaproveitamento de resíduos cuja energia já é empregada pelo próprio ecossistema para a sua manutenção.

Nessa condição, os biocombustíveis representam uma alternativa tanto ambiental quanto econômica para reduzir a queima e dependência aos combustíveis fósseis.

O que são biocombustíveis?

A palavra é composta por bio (vida) e combustível (gerador de energia), logo a conclusão é que se trata de combustíveis formado por compostos orgânicos proveniente de algum tipo de vida, na maioria das vezes, vegetal. Veja abaixo uma videoaula explicativa sobre a química do biocombustível, muito indicado para estudantes que queiram aprender sobre o tema:

Veja a galeria de imagens relacionadas a biocombustível

Exemplos de biocombustíveis

Abaixo alguns exemplos de que usamos ou que estão disponíveis:

Biocombustíveis no Brasil

No Brasil, a utilização de biocombustíveis não é predominante, porém, existem diversas iniciativas nesse setor, uma vez que a própria estrutura ambiental do país (cultivo pleno de todas as fontes de biomassa) favorece a sua utilização. Essas iniciativas aparecem principalmente no setor de transportes, com a utilização de éter etílico, óleo de mamona e alguns compostos de álcool para substituir a gasolina e o diesel.

Projetos recentes visam a implementação do óleo vegetal em substituição ao óleo diesel com o objetivo de programar uma mistura de até 20% de biocombustível ao produto final.

Essas iniciativas, porém, não se limitam mais apenas aos transportes, como também se estendem aos setores de fornecimento de energia elétrica através das usinas de álcool e açúcar (pela queima da palha da cana-de-açúcar) e de detritos como palha de arroz e serragens de madeira para sustentar termoelétricas.

Quais são os impactos ambientais dos biocombustíveis?

Mesmo causando uma quantidade muito menor de impactos que os combustíveis fósseis, a utilização de biocombustíveis em larga escala também são capazes de gerar impactos negativos ao meio ambiente e, por isso, precisam ser regulamentados e utilizados de forma sustentável.

Um dos principais impactos causados é a destruição da fauna e flora locais, implicando a extinção de espécies e contaminação, tanto do solo quanto de mananciais de água pelo uso inadequado de adubos e outros produtos.

Por ser uma alternativa sustentável aos combustíveis fósseis, os biocombustíveis devem, portanto, obedecer a normas, projetos e regulamentações rígidas de proteção ambiental em todos os aspectos para, somente assim, se fazer uma fonte realmente renovável e ambiental. Havendo uma preocupação com a proteção à biodiversidade, os biocombustíveis podem ser utilizados tanto no fornecimento de energia quanto para outros setores.

O vídeo abaixo é uma crítica e uma alerta quanto ao uso de biocombustíveis.


 
Veja também: