O que é socialismo e sociologia política, do direito ou jurídica

Antagônico ao capitalismo, o socialismo é um dos sistemas políticos mais polêmicos do último século, que tem por objetivo a igualdade de direitos, de renda e luta ferozmente em prol do direito dos trabalhadores. Saiba o que é o Socialismo, suas principais características e implicações na sociedade:

» Página Inicial


A Sociologia é o ramo do conhecimento que estuda o fenômeno social e todos os fatores relacionados a ele. Em termos gerais, pode-se dizer que um dos papéis da Sociologia em relação ao Direito é investigar o seu papel e eficácia como uma estrutura básica da sociedade, isto é, um componente fundamental para a constituição social. Da mesma maneira, a Sociologia também investiga a política e o seu papel como outra estrutura básica social, englobando a instituição “O Estado”, a ideia de poder e dever civil.

O socialismo pode ser compreendido tanto como um sistema político-econômico quanto como uma teoria filosófica. Em linhas gerais, vigoram no mundo dois sistemas de organização social e econômica, que são o capitalismo e o Socialismo.

Ao contrário do capitalismo, que defende o livre comércio e o livre acúmulo de bens privados, o sistema Socialista tem por principal característica a propriedade pública e a administração coletiva (ou estatal) dos meios de produção.

Sociologia

A filosofia socialista tem por pressuposto primeiro a valorização dos interesses coletivos sobre os interesses privados e, por isso, sua doutrina de pauta no bem comum, na distribuição de renda e garantia de direitos básicos a todas as pessoas (moradia, alimentação, saúde, educação).

A Sociologia é um campo importantíssimo para a compreensão dos fundamentos de ambas as áreas, sua formulação e evolução dentro das diferentes sociedades.

Como surgiu o socialismo?

O socialismo surgiu a princípio como um movimento de oposição e que fornecia duras críticas ao capitalismo. O Socialismo denunciava o sistema explorador e consumista do capitalismo, que resultava em cada vez maiores desigualdades sociais. Em termos políticos, A proposta final do Socialismo é a de construir uma sociedade sem desigualdade social ou subordinação de classes e essa sociedade só seria possível através de reformas e intervenções institucionais.

O período em que o Socialismo obteve maior número de adeptos foi durante a Guerra Fria. Durante a existência da União Soviética, símbolo do socialismo ditatorial, as posturas da ideologia eram totalmente endurecidas e protecionistas. Com a queda da URSS, os regimes socialistas restantes têm adotado posturas mais flexíveis, atraindo um maior número de conversões.

O Socialismo propõe cobrir todas as falhas do capitalismo com o sacrifício da possibilidade de obtenção incessante de lucros. Atualmente, o socialismo puro possui pouca representatividade, existindo em alguns países como Cuba, China, Coréia do Norte, Vietnam.

Mesmo que o Socialismo puro não possua tanta representatividade no cenário mundial, a filosofia Marxista ainda é efervescente em praticamente todo o planeta, persistindo em críticas ao capitalismo desenfreado. Tais críticas são importantes para, mesmo em países capitalistas, haver uma maior intervenção estatal na diminuição da desigualdade social.

Essas políticas hoje aparecem especialmente em governos liberalistas, que são sistemas capitalistas com maior regulação do governo.

Conheça abaixo as principais características da Sociologia Política, do Direito e Jurídica.

Sociologia política

A Sociologia política é uma especialidade que busca compreender basicamente todos os fatores sociais políticos, desde os mecanismos de poder até a eficácia das estruturas de Governo em sociedades. Uma vez que política, por si só, diz de estruturas de relações humanas, a própria Sociologia vem para auxiliar a formar e compreender a política.

Os principais nomes da Sociologia política são Auguste Comte, Emile Durkheim, Karl Marx, Max Weber e diversos outros, como John Locke, Thomas Moore, Hobbes e Montesquieu - grandes figuras históricas e políticas. A política e Sociologia são áreas tão íntimas que, pode-se atribuir o nascimento da sociologia a acontecimentos políticos, como a Revolução Francesa, palco e berço para a obra de Comte.

Sociologia do direito

A Sociologia do Direito, denominada por muitos de Sociologia Jurídica, é uma área de atuação da Sociologia que busca compreender o fenômeno jurídico como uma parte da vida e das relações sociais. Dessa forma, o direito não é apenas uma coleção de leis, mas o reflexo das ações reais entre as pessoas em sociedades distintas.

Para essa área, o direito é visto como uma manifestação da compreensão das relações sociais de uma comunidade. Os principais autores da Sociologia do Direito são Marx Weber, Emile Durkheim e Eugen Erhlich, que desenvolveram obras fundamentais para a área.

Sociologia jurídica

Para a maioria das pessoas, o termo Sociologia Jurídica é sinônimo de Sociologia do Direito, porém, alguns teóricos fazem distinções entre as áreas de atuação de ambos os campos de estudo, sendo a Sociologia Jurídica uma especialização do direito que busca compreender a eficácia das normatizações legais, trabalhando com os processos de juridificação e resolução de conflitos em sociedades.


 

Veja também



© 2018   |   Matérias Escolares: Conteúdos para ensino fundamental e médio   |   Política de Privacidade