Educação 360, de qualidade e para todos

O que é educação 360? O que é educação de qualidade? A educação é para todos? Deveria ser, foi feito para ser e tem condições de ser, mas nem sempre é. Veja nossa FAQ.

» Página Inicial

Na matemática, o 360 é uma circunferência que está completa, ou seja, 360 graus. Contudo ele tem sido usado em outras áreas, como na administração para designar um processo completo, como acontece com o chamado marketing 360 que é quando o marketing é visto de todos os lados.

Seguindo esta lógica, a educação 360 seria aquela em que todos os aspectos são considerados, todas as abordagens e o processo de ensino e aprendizado é amplo.

Sob esse ponto de vista estaria incluso por exemplo a questão da inclusão, onde não importante a situação do aluno quanto a raça, limitações ou outras situações que possa constituir diferenças, tudo é levado em conta e todos teriam as mesmas oportunidades, inclusive e se necessário com abordagens diferenciadas para cada caso.

Desta forma, educação 360 é aquela que observa todos os pontos, completa no sentido que pode ser considerar todas as formas de aprendizado e todos os métodos possíveis de serem aplicados a um processo de aprendizagem.

O que é educação de qualidade?

Educação de qualidade

Educação de qualidade é aquela em que o aluno desenvolve a competência proposta. Embora tenha relação, mas não é a infraestrutura, os professores ou mesmo o método que determina a qualidade de um processo de educação, mas sim se o aluno atingiu de maneira satisfatória a proposta do curso, disciplina ou programa educacional onde ele estava inserido.

Normalmente são os usados os componentes: Conhecimento, habilidade, atitudes e valores para descrever o desenvolvimento de uma competência. Assim, para atingir a meta o aluno precisa obter o conhecimento necessário, treinar as habilidades necessárias, desenvolver as atitudes e sobretudo aplicar tudo isso com valores que são esperados para aquele processo.

As escolas chamam isso de CHA ou CHAV.

Mas como qualidade é algo subjetivo, há muitas formas que podem ser aplicadas para avaliar a qualidade da educação. É preciso ter em mente que qualquer que seja o método adotado, ela precisa resultar na melhoria do conhecimento ou no avanço do aluno rumo ao objetivo traçado.

A educação é para todos?

Deveria ser, foi feito para ser e tem condições de ser, mas nem sempre é. A educação para todos leva em conta que a escola formal, os poderem públicos e a sociedade precisa prover os meios necessários para que as pessoas, em qualquer idade, em qualquer lugar e sob qualquer condição tenha acesso ao ensino e aprendizado.

Em um país como o Brasil isto é um enorme desafio, visto que é um país continental, com diferenças gritantes em termos geográficos, populacional, cultural, econômico e outros.

Cabe ainda a questão da pessoa com deficiência que exige maior atenção e sobretudo uma estrutura muito mais adequado para o seu atendimento.

Depende do quê?

Quase sempre se aponta para os políticos ou para a existência ou não de investimentos. É verdade que a coisa deve passar por ai, mas vai muito além e creio que deva ser um esforço conjunto para que todas as pessoas tenham acesso a educação.

Um bom exemplo é o fato de que a internet é uma grande escola, com materiais de estudos em todas as áreas. Veja o caso do Youtube onde você encontra videoaulas de qualquer coisa praticamente. Sem contar os blogs e sites especializados em diversos assuntos que ensinam a todo o tempo.

Olhando por este lado a educação ou o acesso a ela depende em grande parte da própria pessoa e da disposição que ela tem em se desenvolver.

A educação a distância pode ajudar?

Pode e já está contribuindo muito. Graças a internet e seu enorme acervo cultural e educacional, bem como os cursos formais que são oferecidos a distância, muitas pessoas que não tinham acesso a educação passaram a ter oportunidades de estudar. Ainda é pouco, mas é uma boa contribuição.


 
Veja também: